24.3.10

Trocaria novamente!


Vez ou outra alguém me pergunta por que, o que me deu, onde eu estava com a cabeça, outros são mais imponentes e me mandam 'tomar vergonha na cara e repensar'. Como se precisasse de alguém além de mim pra me corroer de questionamentos sobre como eu larguei o curso de Engenharia da Computação pra me aventurar, ainda sem certeza da tão necessária vocação, e na falta de sonho definido...em Jornalismo.
 
”Mas “tá sem campo”, “tá falindo e não tem futuro”, "vai querer exercer a profissão?", “nem está precisando de diploma...”. Outros ainda, mais entusiásticos, afirmam que toda profissão é difícil, que crescer é fruto de trabalho, dedicação, talento, o importante é o que te faz feliz. Mais raros e sinto que sinceros dizem que é aceitável essa dúvida e digna de ‘parabenizações’ a coragem decisiva, porque cada vez mais cedo coloca-se uma responsabilidade que encaminhará todo o futuro, nas mãos de uma 'criaturinha' em desenvolvimento, no auge de sua juventude.

Seja preocupação verdadeira ou especulação, disposição em me apoiar na busca pela minha realização ou apenas crítica, previsão de futuro ou ciência de que apesar de possíveis e prováveis dificuldades no campo de trabalho, é possível alcança mérito mediante esforços, quero explicar que apesar de “não se poder largar a bênção tão grande de uma engenharia, tão lucrativa, numa federal, tão ‘certa’ de mercado de trabalho” (Onde? Pra quem? Qualquer um diplomado é? “Senta lá Carla!”) tranquei e possivelmente abandone!

Brinco dizendo que sou ‘ex-futura-engenheira’, volto a afirmar; Por acaso o que eu estudei e o incrivelmente PASSEI se tornou ex-calculo, ex-física, ex-fundamentos, ex-programações, ex-vetores?! Não mesmo! hihi. Portanto não perderei a ‘majestade’, fechei a cota de penitência (VOLTO A BRINCAR PORQUE GOSTO DE CÁLCULOS, MAS NÃO SOMENTE!) e estou avançando na vida no quesito CORAGEM. 
Trago saudade das pessoas inesquecíveis, amigos únicos e que manterei contato com carinho! Trago cada momento que pude pensar e sorrir... Trago a honra de ter passado por mãos de grandes mestres especialmente os que são exemplos humanos apesar de residirem nas ciências exatas (lembrança especial ao falecido professor Manuel Lino). Trago Aracaju no coração (não seus ônibus :P) e a consciência de que tem uma parte de mim que sempre vou visitar lá. Trago a Igreja Adventista e meus irmãos do Ponto Novo, é bom sabermos que temos uma grande família em todo lugar do mundo. Trago gratidão, mais carinho e amor ainda por minha nova e velha família, mãe-tia, pai-tio, irmãs-primas, primo-irmão que foram bênçãos demais, o apoio, meu incomodo...sem deixar de cogitar retorno!  E não me arrependo de forma alguma, cresci fora do meu ‘berço’! Trago principalmente aprendizagens pra toda vida, experiências...e hora, voltei pra minha Bahia!

Sou louca sim! Quando aleguei sanidade? E realmente não quero ter a sanidade de me forçar a estar constantemente inteirada e me aplicando em um assunto que por vezes me 'reduz'... sei que a gente não faz só o que gosta, mas frustrante é fazer só o que não gosta! Posso não ‘virar’ rica, batalhar por muitos anos e talvez não ser reconhecida, mas o importante é que terei noção que fui consciente como cidadã, como profissional competente, com meus valores...e se tudo aqui for trágico pela minha atitude “repentina”, meu tesouro quero juntar no céu, esse é eterno e perfeito! 

Não quero nem posso me desprender da humanidade, apesar da exatidão povoar meu coração. Estou consciente! E quer saber mais? Eu tenho mais é que ser feliz com minha nova bênção federal...e se não der certo, mudo outra vez.
(DESABAFEI, desculpem?! Mas entendam! Quero poder ter confortado os encurralados por si mesmos e que ainda recebem incentivos pra tanto, como eu! Provavelmente desabafo desnecessário, mas tenho estado carinhosamente atenta a todo apoio que eu recebo, e eu sei diferenciar brincadeiras viu?! ;) FAMÍLIA, AMIGOS, CIDADÃOS 'PROFISSIONALMENTE HUMANOS' espero não frustrar vocês!) #prontofalei.
>>> Ahh, já ia esquecendo... pra geração que tá vindo aí, pra variar eu aconselho, estude, leia... vá pensando no que você quer ser quando você "crescer", decida-se por vocação ou coração, de verdade, nada mais!

E ao som de Falamassa (essa música faz meu sentido :D).
 

3 Comentários:

  1. Vc tem todo direito de desabafar Binha! Lembre q na vida sempre escutaremos opiniões e críticas de muita gente, mesmo sem pedir! Cabe a nós ter sabedoria de só escutar àquelas q nos ensinam e enobrecem...o resto...tá dane-se o resto...é sua vida...quem decide é vc, quer gostem ou não ;D

    ResponderExcluir
  2. 'Criaturinha' é? Vc está me saindo uma baita guerreira, isso sim! É isso aí, mãe! O aprendizado ficou, os amigos farão parte do seu melhor patrimônio aqui. Os que não entenderem isso, paciência. É que alguns não lutam por realização, mas por compensação apenas. Fico feliz por nos ter ouvido tantas vezes repetir que podemos muito mais. Trabalho é também uma forma de honra ao nosso Deus pela Sua fidelidade e, sem real identificação com o que nos propomos fazer e envolvimento, é impossível sermos felizes pois nunca seremos profissionais competentes, ou melhor, eficazes. Capazes de fazer a diferença nessa mundo. A vida é feita de mudanças, Lay. Sabe, às vezes, traz um pouco de insegurança, sofrimento, mas sempre temos chance de repensar RECOMEÇAR. Deus nos promete sempre essa possibilidade. E com Sua guia, melhor! E não estou feliz apenas por tê-la mais perto, não. Estou feliz porque sinto que você está feliz. E se descobrir que ainda pode melhorar tentando outra área ou curso e o Senhor Jesus te conceder a chance, AGARRE-A! Você merece!

    ResponderExcluir
  3. Era essa a "manchete" do seu blog que gostaria de ler! Coragem é uma das virtudes mais admiráveis do ser humano, e vc a teve... relutou, mas teve! Agora me diga como é que se sente... Quando se enxerga dentro da sala de aula, o que sua consciência diz? Quando lembra que sua casa, sua família estão a poucos kms de vc? ...é isso que importa. Somente o fato de estar escrevendo com tanta desenvoltura e estar "tomando" gosto por isso, já mostra que vc trilhará um otimo caminho como jornalista.
    Concordo plenamente com sua mãe quando diz que a maioria 'não luta por realização, mas por compensação apenas'. Esses, jamis serão capazes de lutar pela sua identidade e pela realizaçõa própria, buscarão sempre trilhar caminhos de outros (opiniões, mídia, tendências...), visando agradar a quem quer que seja. qm sabe que com exemplos como o seu, ñ mudem de postura! Sucesso é sim, fruto do trabalho, dedicação e amor! E tenho certeza que a sua trajetória vai mostrar a muitos que vale apena seguir o coração; isso parece clichê, mas é verdade! Acima de tudo Lay, jamais negligencie a sua essência, as suas virtudes, as suas crenças por opiniões alheias. VocÊ está certíssima ao dizer que o mais importante é guardar tesouros no céu; e quando colocamos Deus a frente de nossas escolhas, elas sempre são bem feitas. Não foi apenas vc por sua própia atitude que tomou sua decisão, mas Jeová esteve te orientando e proporcionando caminhos abençõados pra ti. Seja feliz amiga! Estou sempre aqui pra te apoiar! Tudo de bom. BjaO

    ResponderExcluir

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf