29.4.10

E eu que nem lembrava das façanhas do Tyson...

Da minha infância, lembro-me de tamanha repercussão que teve a luta em que Mike Tyson arrancou à dentada parte da orelha do adversário. Não me lembro exatamente motivo nem data do acontecimento, mas hoje tenho ciência de que maus exemplos perduram muito mais que os bons...

Procurando me atualizar, encontro dentre as reportagens a de uma mulher, Anna Godfrey, jovem norte-americana, 21 anos, moradora de Nebraska, que por ter sido chamada de gorda ‘pegou tamanho ar’, ficou ‘deveras’ irritada e possessa, que mutilou insaciavelmente o sujeito com uma mordida. Aonde? Isso mesmo, na orelha! 


Não estava presente na situação, mas creio que a ‘gordinha’ não acreditou que a orelha do ‘indiscretinho’ fosse comida não é?! E não, não me venha com a desculpa de que pode ter sido ocasionado pela TPM porque o ‘pobre sem pudor’ lhe ofender de tal forma num dia depressivo... 

Em uma festa de aniversário na madrugada da quarta, 28 de abril de 2010 (recente mesmo!), Godfrey se envolveu num ‘bate-boca’ com três rapazes. Como parece que os jovens não aprenderam a lição de que ‘do diálogo sensato provem melhor resolução’, a violência foi o método que aderiram, e após um dos caras cheio dos ‘argumentos condescendentes’ utilizar um ‘insulto’ para contrariar as opiniões da moça – chamou-a de “gorda” - foi o cume, 'barraco armado!'. Ela não pensou duas vezes e partiu ‘meio’ inesperadamente (isso que eu chamo de ‘voadora’) para cima do rapaz, arrancando um pedaço de sua orelha à mordida!

Teria sido esse um sonho infantil dela que se realizou? Desses que a gente se imagina ‘na pele’ de alguém ou de um cachorro quem sabe?! /medo. Podem começar investigação sobre a raiva na espécie humana, pode estar atingindo o grau da dos cachorros! oO 

Katie Flood, representante da polícia, afirmou que os oficiais não conseguiram encontrar a parte da orelha que foi arrancada (perdeu sacana!). Já os policiais que a levaram presa, em seu questionário, nem cogitaram a possibilidade de perguntar quanto ela pesa porque, afinal, foi por algo ‘parecido’ que um perdeu a orelha (/tenso). 

A ‘delinqüente’ foi mantida sob custódia e a vítima foi encaminhada a um hospital. Se por acaso a menina, que parece não manter relacionamento muito cordial com a balança, decidir fazer ‘as pazes’ com o rapazinho decepado, me parece que ele não lhe dará ouvidos. :P (#cômicosenãofossetrágico).

1 Comentários:

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf