8.9.10

Pito...





Se no dia 11 de setembro o mundo tem motivo pra lembrar, o meu mundo tem um motivo pra parar.
Motivo: o autor do meu girino vencedor, meu "papito liiiiindo, meu amooor!"

Não é uma data apropriada pra citar "explosão", mas nessas datas é sempre o que acontece em meu coração, explosões de agradecimento ao meu Pai de amor lá do Céu... pelo homem, pelo cristão, pelo pai que me presenteou.

Essa foi uma das desculpas pra que eu atrasasse um pouco o post do dia dos pais, entendam que não tem como desvencilhar Pais do meu pai quando se tem um grande exemplo em casa, além do quê com aniversário "próximo" não há "verbalização" que flua, não é?!

Quando é para homenagear pais, não sei se com vocês acontece o mesmo, mas o que sempre me vem a cabeça é a clássica de Fábio Júnior, PAI... porém, apesar de nunca ter tido a pretenção de colocar nem retirar ao menos uma vírgula da canção que sempre me toca e diz e emociona, há sempre um toque pessoal que somos capazes de incluir devido à nossa vivência... O meu é assim:

"Pai, 'acredito' que daqui há algum tempo 'haverá mais' tempo pra gente ser mais, 'sempre' dois grandes amigos, pai e filha 'com certeza'! Pai, pode ser que você sinta qualquer coisa entre esses 20 ou 30 longos anos em busca de paz. Pai, pode crê, eu tô bem, eu vou indo...tô tentando, vivendo e pedindo com loucura pra você 'sempre estar presente'!  Pai, eu não faço questão de ser tudo, só não quero e não 'tenho tentado' não ficar mudo pra  falar de amor pra você. Pai, senta aqui "seja até mesmo" na mesa, fala um pouco, tua voz tá tão presa... Nos ensina esse jogo da vida, onde a vida só paga pra ver. Pai, me perdoe essa insegurança, mas não sou mais aquela criança que um dia morrendo de medo nos teus braços você fez segredo, nos teus passos você foi mais eu. Pai, eu cresci e não houve outro jeito, quero 'poder' recostar no teu peito pra pedir pra você 'frequentar sempre minha' casa e brincar de vovô 'seu eu tiver um' filho, 'meu prazer será ver teu bem-'estar. Pai, você 'é' meu herói e 'em ti não nwm brincando eu enxergo um' bandido. Hoje é mais, muito mais que um amigo, nem você nem ninguém tá sozinho, você faz parte desse caminho que hoje eu sigo em paz!"


Pai, eu só queria acrescentar uma parabenização: por cada dia, mês, ano, segundos... que eu tive a oportunidade de te conhecer, até mesmo nos momentos em que houveram erros, deslizes e 'aperriações', onde, dentre tantas qualidades que me custarão a alcançar,  as falhas humanidade foram afloradas e minimizadas pela sabedoria que é reconhecer. Parabéns pelo exemplo na presença e na preocupação pelo sustento, na distância e na insistência por informações, na firmeza e sensibilidade, na conquista e na dignidade ao perder, na humildade e perdão. Exemplo na voz singela que fere, no olhar que cala, na tristeza que para, na timidez que faz falta! Exemplo num silêncio que explica, num descontrair que alivia, numa resenha que surpreende, numa correção que não doi, na simpatia que encanta, no entrosamento que edifica, numa calma que envergonha. Exemplo de respeito e de amor à família, no cavalheirismo remoto, no raro romantismo, na consciência e valorização em lutas contra o tempo para acompanhar o desenvolvimento dos filhos. Exemplo de amor ao próximo e doação. Exemplo porque eu vejo a formação de um novo homem de bem no meu irmão... exemplo que só uma vida que Deus permanece é capaz de dar...



 

Exemplo porque é meu orgulho, Pai! Obrigada porque sem tu em minha vida, além de não ter vida ela não teria razão.


3 Comentários:

  1. Que lindo amiga...fiquei emocionada com está belíssima homenagem ao seu pai!

    ResponderExcluir
  2. Coisa mais lindaaaaaaa!!!!
    Texto lindo e emocionante, Lai.
    Mas tenha certeza que uma filha linda e inteligente como vc, é o melhor presente q o seu papis poderia receber.

    Faz tempo q não vinha aqui e tava louca p te dizer q fiquei feliz demais qdo descobri de quem vc era filha.
    Afff.. Vandinha é como se fosse minha prima!!
    Uma das melhores recordações q tenho da infância são as gargalhadas e brincadeiras com Diquinha. Amo essa família...rsrsrs
    Beijo grande e parabéns pelos textos sempre lindos.

    ResponderExcluir
  3. Lindo, Lay. aliás, como sempre. Perdi a forma e morro de orgulho de teus escritos. Sou fã incondicional, viu? Teu pai inflando... Somos realmente privilegiados por tê-lo. ele merece tudo de bom...

    ResponderExcluir

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf