5.1.11

Vale tudo?

obs.: Antes de ler tenho um pedido pra fazer: peço que meus leitores super teens se polpem desse post irrelevante! ;) Não é proibido pra ser mais gostoso.





E numa sala cheia de mulher eis que surge a pergunta do auê...
Pergunta: Vale tudo entre quatro paredes?
Algumas: "Ahh, sim! Claro! porque não?" ** (Só faltou o 'vamo cair pra dentro'!)
Outras: não conseguiram responder e a princípio crescer o olho foi a reação.
Outras ainda: "Determinantemente não!"


Aí, como todo assunto polêmico, começaram as discussões. Timidamente e inexperiente, me reduzi acomodada na observação! o//


Argumento 1: Ahh, vale tudo, se você o fizer feliz vai se sentir satisfeita também. É bom, faz bem!


Argumento 2: Poxa, mas isso é tão pessoal sabe?! Tão 'de casal' pra comentar. Eu não abomino quem faça, não tô dizendo que faço porque isso nem vem ao caso, mas não tem nada que determine o que é certo e o que é errado, não tem regra em lugar nenhum, nem na Bíblia, nem posição.


Argumento 3: Olha, quando meu marido chegou com essa idéia eu falei logo que se não quisesse procurar outra na rua 'quetasse' logo com o assunto e que se ele tivesse senso, antes de propor enfiava uma cenoura no dele pra ver o que é bom. Ah, foi a primeira e última que ele falou...


Argumento 4: Ahh, na minha boca não é qualquer coisa que entra não!


Eu rí, rí porque como a segunda concordei que era um assunto tão particular pra manifestar de forma tão "pública?!". Rí porque não enxerguei na primeira pudor nem pena de sua própria dor. Rí porque o marido da terceira deve ser um sofredor! Rí porque a quarta se indignou com o assunto. Rí porque sinceramente não responderia, pelamoor! Embora as pessoas confiassem uma nas outras naquele momento isso é sempre um assunto intimidante...


Sexo é bom! alguém vai contestar? "Todo mundo" quer, "todo mundo" faz, "todo mundo" gosta, nem todo mundo sabe certo ou espera o tempo certo chegar, nem todo mundo dá o devido valor e ainda tem gente que se arrepende (até de superpopularizar o mundo), mas não passa vontade. Seja lá qual tua convicção sexual (ou qual será), seja o bom e velho papai e mamãe ou esteja disposto a testar... feijão e arroz, enfim, cair de boca (com duplo sentido mesmo)... com uma coisa temos sempre que concordar, só tem uma forma de procriar e creio que deve ser a que Deus deixou menos dolorida...hauahuahahau. Esse VALE TUDO é muita coisa, sabe!? Assusta! oO


Bate-papo: Não se sinta um(a) jovem ultrapassada pelo fato de em pleno século XXI não ter conteúdo pra debater com naturalidade esses assuntos. Aguarde seu tempo, relaxe, há quem entenda o valor de uma condição corporal irrecuperável (a consciência acusa numa reconstrução), há quem se apresse e por hora não enxergue, há quem espere como que vá dá um presente único de casamento, há que faz por diversão sem o mínimo sentimento... mas seu momento não é nenhuma crítica ou curiosidade que deve determinar. Essa conversa pra mim foi realmente tão tensa quanto a ida a um ginecologista (não é toda mulher que disfarça o desconforto!), me auto-critiquei todo tempo pelo fato de velhice estar dentro da cabeça, mas sinceramente agradeço por não terem chegado à kamasutra, casa de swigue, homossexualismo ou relacionamento aberto. :S

Aproveitando a lembrança de Tim Maia! o//



2 Comentários:

  1. e ae Lay..?
    alguma relação com os últimos debates?? rsrsrs
    tenho q admitir q fiquei surpreso...
    mentes perigosas, lembra..??
    bjao nega..

    ResponderExcluir
  2. Aquele debate me lembrou muito essa situação Thi, resgatei e encaixei o texto... huahahu.
    Mas você ficou surpreso com o quê? Com certeza, isso é sempre um perigo. kkk... saudade, bjoo!

    ResponderExcluir

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf