27.2.11

Inquietude

"Se tu vens, por exemplo,  às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz.
Quanto mais a hora for chegando,  mais eu me sentirei feliz.
Às quatro horas, então, estarei inquieto e agitado:
descobrirei o preço da felicidade!
Mas se tu vens a qualquer momento,
nunca saberei a hora de preparar o coração... "
(O pequeno Príncipe)



Troquei o vestido, desci do salto, peguei minha agenda mil e uma utilidades e escrevi a palavra mais importante do mundo naquela tarde: CANSEI! A rapidez da minha imaginação me mostrou que isso nem basta para que eu assimile e meus sentidos me possibilitem voar em busca de um cansaço mais prazeroso.

A caneta falhou quando ia escrever o "A" de amanhã. Não seria por irônia do destino! Eu bem sei que amor que preste não se inicia em uma primeira esquina na última hora de um sábado. Talvez na fila de espera para fatiar queijo no supermercado, numa falta de disponibilidade para ceder o taxi ou fazer esperar o elevador, numa visita ao cemitério ou uma saída despretensiosa para comprar o pão, e, fatalmente num momento em que seu transporte te deixa atrasada no ponto.

Olhei pra trás e percebi que meus últimos passos foram dados em areia e não lama, tão fracos que mal consigo deduzir de onde vinha e se alguém me acompanhava. Se desespero é sinônimo de carência, talvez precise inventar para meu dicionário algo parecido para explicar apego. A idéia de desistabilidade me parece uma péssima possibilidade para quem se equilibra em parapeito. Não quero mais o tremor, calafrios e uma necessidade de repetição angustiante no coração. Não é o perigo da pista que me tira a tranquilidade... Ser sozinha me bastou até o ponto em que não sei mais pra onde dirigir, e em meio a ruas desertas, resolvo fazer a volta, pela contramão, e estacionar em casa.

Subo, 18 degraus, e deito. Assim talvez me baste e aqui talvez eu queira voltar sempre que doer. Inacreditavelmente macia. Impacientemente inquieta! Três horas da manhã, a noite me adormeceu.




0 Comentários:

Postar um comentário

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf