30.4.11

Calada da noite

Entre as coisas que calam não está a noite calma que trás o desembestar da minha lucidez. Hoje amanheci colorindo de amar-elo todas as peredes que construi, quer para segurar ou afastar mesmo... Vejo da janela o desabrochar vermelho das rosas e não importa a temporada de sol, tudo e todos continuam a girar, girassóis! Sozinha, por esses dias escutei o que hoje veio vibrando em minhas cordas neurais: "solidão é campo vasto que não se deve atravessar sozinho". Hoje eu só quero junto...






0 Comentários:

Postar um comentário

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf