15.8.11

Porque não?!


Hoje eu queria dizer muito, tanto... talvez são nesses dias que eu me calo e hoje, em um "experiente" Dia dos Solteiros, eu quero fazer diferente: vou falar!

Eu posso estar compartilhando o que eu sinto, te informando e quem sabe te lembrando - é, tem gente que já tem tanto tempo acompanhado que esquece que já foi solteiro -, mas solteiros também amam sem que muitas vezes se tenha noção do quanto!

Acredito que a maior porcentagem de amor está a comando dos solteiros: daqueles que estão aprendendo a amar e guardam um sentimento puro no coração esperando o momento de acontecer; daqueles que vivem de amor platônico, de amor passado, de amor não correspondido; daqueles que tem brilho ao admirar um casal feliz e torcem por finais felizes dos mocinhos e esperam sua vez; mesmo daqueles que olham pros lados e vivem caçando paixões; daqueles que sofrem por impecilhos de tempo, distância e, daqueles que se amam apesar de... não falo dos egocêntricos, falo dos que aprenderam a se amar dia após dia, com a apreensão do suspense, do que virá depois, dos que mesmo acreditando na possibilidade de uma vida compartilhada conseguem ainda conviver feliz consigo mesmo, com todos os prazeres e desprazeres de se ouvir, se acompanhar, se confortar!

Agora eu deixo que a minha memória me resgate e traga consigo mais respostas, mais motivos, muita coisa que eu gosto e que me tornaram a parte de mim que me satisfaz hoje. E eu só consigo lembrar da "minha cena preferida": incrível que seja de uma novela que não assisti - A lua me disse - mas lembro que por algum motivo, ao fuçar o youtube há alguns anos, ela apareceu pra mim, tive a vontade de assistir e a partir de então eu a tenho em mim: com o mesmo medo, mesmas expressões, mesmo sentimento e pensamentos, com cada acorde da trilha sonora que tanto amo e acréscimo de desejo. O fato é que a cena consegue passar uma realidade sólida - e aqui preciso lembrar que solteiros também amam -  por vezes vivida e certamente com um amor sonhado...

 "Sabe do que eu tenho medo? Eu tenho medo que a gente deixe de se ver um dia por constrangimento, por medo, por mágoa. Eu não ia aguentar ficar sem te ver, ficar sem saber de você, sem que um pedaço da minha vida fosse iluminado por esse seu sorriso! Eu preciso... eu preciso te amar, continuar te amando mesmo que seja à distância, 'cê' intende?... Conhece algum remédio pra dor de amor? - Tempo, acho que só o tempo cura qualquer ferida. - E se o tempo não for capaz?... Sabe o que eu acho? Que o remédio pra amor é amar mais. Eu acho que, acho que você gosta de colocar meu amor à prova sempre. Eu acho que cada hora a prova fica mais difícil e eu acho que você sente um prazer nisso... Talvez você mereça que eu continue lutando, me debatendo até  transpor a última barreira, mais difícil, aquela que ninguém acreditaria que ia ser possível derrubar..."

Um dia feliz aos que vivem o triunfo de imaginar um amor e mesmo sem entender são inteligentes em acreditar, felizes assim! "E com a cara mais lavada te pergunto: 'Porque não?!"


ps.: Solteiro = "Sociedade Organizada Livre de Traicões e Erros, total Independência, sem Remorsos ou Obrigações". Concorda?

0 Comentários:

Postar um comentário

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf