17.8.11

- Queronamorarcomvocê!



- Eu só queria te perguntar se você tem certeza disso. Não se importa, porque quando eu tô nervosa - não que eu esteja muito - mas eu posso falar demais...e rápido. Mas é que eu preciso te perguntar se você tem certeza. Eu tenho medo de você se frustrar comigo sabe?! Você pode se assustar quando estiver romântico e meu medo transparecer alguma frieza, me deixar parecendo inatingível. Ou quando eu enfim conseguir "me libertar" e parecer melosa demais... E aí talvez eu já consiga falar de coisas que eu gosto, e fale demais, e te canse e não consiga disfarçar tédio com alguns dos teus assuntos. É, e aos poucos eu posso começar a parecer monótona, boba, imatura, ingênua, leiga... e talvez em algumas coisas realmente seja! E sei lá, eu não vou estar arrumada sempre, posso chegar em casa suada! Não que eu já esteja planejando morar junto, ou casar já, não é isso, mas levo relacionamento a sério - sem pressão mesmo, se não der certo a gente tentou - e eu penso em tudo isso. Porque eu realmente não sou calma e compreensiva todos os dias. E quando eu começo a brincar não quero parar. E posso emburrar do nada. Possos alterar meu humor sem que eu mesma entenda. Posso desanimar sem motivo. E embora eu esteja cansada de saber que você - e nem ninguém - é adivinho pra que possa prevê o que eu estou pensando, as vezes teimo em esperar que você entenda sem que eu fale. E como você eu também sou teimosa, e só nesse momento eu já estou te julgando. E eu tenho sempre razão - mal costume de na maioria das vezes estar certa. (¬¬') Será que você vai ter paciência? e minhas irônias? meu sarcasmo? pode ser legal e engraçado, mas dependendo do assunto e do teu estado de ânimo deve ser insuportável. Eu assusto as vezes... eu sei disso, mas essa sou eu sabe?! Fora a profissão, fora a família, meus amigos. Eu tenho que me dedicar a eles também... Bem, errr... não estou querendo te convencer a não ficar comigo, não é isso mesmo, eugostodevocê, meeesmo...err...


E dessa vez o silêncio foi profundo por ter sido causado pelo polegar dele em seu lábio, logo após sequenciado por um beijo para selar qualquer palavra que ela ousasse falar. Era sua vez...

- Você tem razão, entre outros adjetivos eu realmente sou teimoso. Costumo lutar pelo que acredito. E eu acredito, pode ser que futuramente teime até contra mim, mas eu acredito que vou gostar de você pra sempre, quero você em minha vida e sinto falta quando não está perto. Eu me divirto com você e estou disposto a superar seus dias e crises femininas. Vamos errar, vamos brigar, vamos ficar insuportáveis, mas vamos superar porque estamos nos dispondo a isso. E eu sou capaz de enfrentar o mundo com uma mão se você segurar a outra!


Um sequência de beijo foi o método que ela utilizou para manifestar o brilho em seus olhos. Porque mesmo ela descria que não existia contos de fadas gente!?

- Sim, sim, sim... eu quero namorar com você!

- Namorada?!

- Oi namorado! **

- Nada não, é que eu gosto de chamá-la assim...

- E eu gosto de ouvir!

- E agora? o que a gente faz?!




E viva a seriedade de poucos e inesquecíveis momentos!E que morra o medo de compartilhar a vida mesmo quando tudo que se quer é doa-la! O amor é mesmo irônico...



0 Comentários:

Postar um comentário

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf