1.2.12

Aonde estava com a cabeça?!



Aonde estava com a cabeça quando pensei que podia te encantar, te apaixonar e te roubar pra mim?

Aonde estava com a cabeça quando amoleci com tua presença e sedi aos teus encantos?

Aonde estava com a cabeça quando deixei que o desejo falasse mais alto?

Aonde estava com a cabeça para correr riscos conscientes e ficar na torcida para que deixassem de ser?

Aonde estava com a cabeça quando, presunsosa, achei que você pudesse aderir um novo perfil por mim?

Aonde estava com a cabeça para acreditar no que você não consegue falar para mim, cara a cara?

Aonde estava com a cabeça quando ignorei as barreiras que só poderiam ser transpassadas se você escalasse junto comigo?

Aonde estava com a cabeça para deixar que você se aproximasse de mim e exercesse o domínio de me levar pra onde quisesse?

Aonde estava com a cabeça para não ter jogado as cartas na mesa e falado tudo que esteve e continua entalado?

Aonde estava com a cabeça para pensar que dessa vez seria diferente e que você já tinha percebido isso?

Aonde estava com a cabeça para pensar que exclusividade rola com você?

Aonde estava com a cabeça para não questionar nada e ser devorada pelo orgulho com sorriso nos lábios?

Aonde estava com a cabeça para despresar minha dignidade dessa forma?

Aonde estava com a cabeça para insistir em ler em sua expressão e descreditar no que todos ao redor contrariavam com palavras?

Aonde estava com a cabeça para não aceitar o que você nunca fez questão de esconder?

Aonde estava com a cabeça pra achar que gostar e querer é possibilidade suficiente pra dois?

Aonde estava com a cabeça para te deixar partir novamente?

Pelo visto, minha cabeça continua em você, érh, me restou um coração bobo e grandão que é sempre capaz de se enganar mais um vez.

Não é do jeito que ele quer, mas foi de algum jeito...



0 Comentários:

Postar um comentário

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf