5.2.12

E cá estou eu...




E cá estou eu pra variar pensando em você. As vezes me confundo entre o que realmente aconteceu entre nós e o que foi somente artimanhas da minha imaginação. Mesmo longe você é uma constante companhia!

Quando te tenho por perto posso atestar a realidade das sintonias e afinidades que sinto por dentro. Mas acho meio louco ser prudente ao te cumprimentar quando horas antes podia apalpar o abraço sequenciado de beijos que te dei após correr pros teus braços, em sonho. Acho incomodo ver outras mulheres se aproximando quando em sonho você é só meu e pra mim.

Já te falei que você tem um jeito singular de falar meu nome? Já te falei que reconheço tua respiração, teu toque, teus passos? E se eu te falar que sinto teu cheiro no meu travesseiro antes de dormir?! Você parece estar impregnado em mim.

Não se trata de imaturidade de uma criança ou ingenuidade de amor adolescente, mas eu não consigo medir o tanto de platonicismo que tem nisso... porque nos sonhos tenho coragem de olhar nos seu olhos, coragem pra dizer o que sinto apertando meu coração, coragem pra ousar te agarrar, te beijar... sem tremor, timidez ou hesitação.

 Você é meu ponto fraco, e ironicamente está quebrando meu orgulho dizer: de todos os meus quesitos bem resolvidos em vida, minha insegurança, meu medo, tem se aglomerado em você.

É, certamente calada não corra risco de ser ignorada, e continuo sem atitude, lutando pra encontrar a coragem que nunca chega. Eu estou fugindo, é, por sequelas do passado minha cautela está caminhando pra te perder.


Eu preciso tornar prática minha crença nas pessoas, no amor, em mim... e continuo pensando em você.

0 Comentários:

Postar um comentário

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf