3.6.12

Namoro à distância


Variadíssimos artifícios para tentar estar perto e, não poderia esquecer: paciência. É, é isso que requer um namoro à distância!

É improvisar toques através de palavras, canções, sms e telas.

São horas no celular, barras em quilômetros conversadas no Face, adaptação ao Skipe ou qualquer novo dispositivo que facilite a comunicação e, humorzinho bobo para pousar na webcam.

Namorar à distância é fazer as pases com a matemática enquanto briga diariamente com o calendário que não passa voando. São constantes cálculos, planos e estratégias para estar perto...

É acima de tudo, morreeer de saudades!

É sonhar acordado rememorando os bons momentos vividos e sonhar mais um pouquinho à noite. É sonhar muito! É muito sonho...

É valorizar ter a pessoa a cada dia que precisa esperar a oportunidade de revê-la.

Não chega a ser ruim, mas deixa explícito o quanto é bom estar perto.  A distância dos olhos que confirma a proximidade do coração.

É preciso se embebedar de confiança, se drogar com segurança, controlar o ciúme de coisinhas pequenas, até mesmo imaginárias...

É apreensão, um reboliço ainda maior no estômago quando a saudade tende a ser amenizada.

É ser feliz por "saber" que, ao menos longe, existe quem esteja sozinho, mas ainda assim, com você.

4 Comentários:

  1. ééé... vc foi no ponto fraco agora!!! rsrsrs por falta de tempo e costume nem sempre leio as postagens... mas vi que vc compartilhou no face e vim dá uma bisbilhotada!!! rsrs adorei o texto!!!! falou tim tim por tim tim... rsrs^^ beiijoo...

    ResponderExcluir
  2. Tô sofrendo com cada detalhe das palavras ditas aqui. É bem isso mesmo. E no fim, "É ser feliz por "saber" que, ao menos longe, existe quem esteja sozinho, mas ainda assim, com você."

    Disse tudo, Lai.

    ResponderExcluir
  3. Gostei do texto!!! amiga vc escreveu com uma veracidade que parece até que vc ja passou por isso... to achando que já viu!! rsrsrs

    ResponderExcluir
  4. Own Naninha, lha que eu não gosto de sumiço, mas perdoo tudo quando aparece assim - a gente aprende a periodicidade junto! :D Mas o texto de hoje foi fundo, hein?! Há alegria em saber que esta saudade é pela presença de alguém que existe!

    Alaninha, sofra não mulher! Deus faz as coisas se ajeitarem... e no fim, vai ser o início de um periodo onde o que se foi construído à distância se concretiza beem coladinho. Amém!?

    ôh Dai, cê tem sorte de ter por perto né?! huahauhauahua... e fico feliz pelo índice de veracidade também, mas ainda espero pelo dia de poder confirmá-la! hauhauahua

    ResponderExcluir

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf