1.9.12

Admiração

Acredito que a admiração acaba, mas também que ela pode voltar. Acredito veêmente assim como acredito que beleza pode prejudicar e que elogio tem poder avassalador.

Dizem que admiração é coisa de fase, e todo mundo passa por fases - fases de infantilidade, fases de "aborrecência", fases de descoberta, fases de crescimento e até aquelas em que a gente recusa a amadurecer achando que já tá podre. Se tudo é fase, no fundo a gente não deixa passar a admiração.

Porque a admiração tá na essência. Eu não acredito que um deslize do "super-homem" possa frustrar todo o seu histórico no imaginário de uma criança. Eu curtia Back Street Boys e até hoje tenho atração pelo talento da dança. O Latino como cantor é um ótimo balada-man. Eu era fã do KLB e embora essa fase tenha passado, não consigo falar mal dos meninos hoje, lembro da letra de suas músicas e as vezes saudosa com lembro de Chiquititas e Sandy&Júnior... as vezes é até duro confessar que lembro até o time que o Leandro torce, como lembro datas de aniversário de pessoas com quem não comemoro mais...

 Eu sei que as vezes a gente se decepciona com pessoas, mas os registros bons convividos vão ficar teimando na memória. Talvez venha assim a mágoa, da brecha que a gente abre quando abriga em nós expectativas. Por acreditar nisso eu costumo dizer: no futuro, a gente vai rir de tudo isso, com fé em Deus, a gente rirá porque o que é nosso fica!

  Eu admirei meu irmãozinho e certamente admirarei o homem enorme que já está na sua estatura e no caminho para ser. Eu admiro um Deus grandioso que nos alertou que há tempo para tudo debaixo do céu e é para Ele que eu oro para que tudo que é fase, para mim, para ele, para todo mundo, passe...e venham muitas outras. Que fiquem as experiências, os aprendizados, as marcas, as certezas, as consciências, os princípios...

De qualquer forma eu amo meu irmão. Por não conseguir não rir, pelo que as diferenças tem a ensinar, por não conseguir parar de me preocupar e falar mesmo que ele não queira ouvir, por não deixar de proteger e de leve, para que ele não se ache tanto, valorizar. Porque eu admiro a essência... aquele menino não morre e eu acredito que não para de crescer!

0 Comentários:

Postar um comentário

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf