28.10.12

Amantes com sucesso

As pessoas dizem que amor é escolha, mas também dizem que a quem ama não se escolhe. Alguns se apaixonam e emberedam pelo caminho do amor, outros esperam pacientemente o seu passo-a-passo como se houvesse receita e prazo.

 Há quem cale o sentimento esperando reciprocidade, há quem grite as mágoas pelos 4 cantos do mundo sem um pingo de vaidade. Uns acreditam na atração dos opostos, afinal nem sempre os desejados estão dispostos, não é verdade?!  Uns vivem poucos momentos de amor que fazem lembrança para toda a vida, outros vivem tanto amor que não valorizam. Uns amam com dor outros amam a dor.

 Há os que jogam tão desigual que tornam o sentimento incomodo, há os que são tão iguais que parecem fraternos. Há os que dizem amar e os que amam com atitudes também. Há os transformados pelo amor e há os discrentes. Há amores que a distância acaba e outros que nem a morte diminui.

Tem amores precoces, imaturos, e outros insossos, estagnados, concretos. Alguns parecem que nasceram com a lua por dentro de tanta sorte, chegam a encontrar o amor logo no jardim de infância, outros tem que penar por várias vias, aprender muita coisa e torcer pra não estar traumatizado e recuse o que daria certo.

Dar certo é outra questão no amor, uns afirmam que a gente faz dar certo, muitos esquecem que precisam dois querendo para que dê. Amor afronta, amor bate, amor cansa até. Existem aqueles amores únicos, parecem eternos mesmos, mas há quem diga que uma pessoa não tem somente uma alma gêmea porque seria um sistema muito injusto com os viúvos e os desencontrados. Enfim, o fato é que ninguém sabe o que é amor nem tem a fórmula de amar. Existem dicas, conselhos, experiências... nunca ouvi falar de duas histórias idênticas.

 Dizem que cada cabeça um mundo, eu transfiro a função de mundo para o coração. Jorge e Mateus canta uma estrofe forte que sempre me diz muito: amor não se implora, nem se joga fora, o amor a gente conquista e não há quem desista se o coração chora. E quantas vezes a gente  tem feito o coração chorar? Por calar, por disfarçar, por se conter, por achar que está fazendo o certo e errando mais uma vez...?! O coração chora porque abriga verdade e a consciência pesa quando não exala clareza, clareza de alma. Posso afirmar uma coisa sobre o amor: pode-se até fugir, mas ninguém recusa ser amado. Talvez a verdade mesmo é que amar dar força, ser amante... ahh, isso dá coragem!

0 Comentários:

Postar um comentário

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf