12.10.12

Recompensa ser criança.

"Não se deveria mandar as crianças para a cama,
 cada vez que acordam ficam mais velhas."
(Em busca da Terra do Nunca)




 Mais um dia das crianças chegando e como ultrapassei a faixa, entendo que ser adulto não deve ser recompensado por isso.


Eu sorria e era a criatura mais linda, não importa que estivesse acima do peso, aliás, era melhor que tivesse bochechas! Ter voz e cara de criança era legítimo e apropriado, assim como a espontaneidade com que pensamentos e sentimentos eram transmitidos. Aprendi que as aparências enganam vendo que a cobra engolindo um elefante era parecida com um chapéu, e era simples me responsabilizar por quem cativasse.  Ninguém se preocupava tanto com os sintomas anti-sociais! Tive dentes de vampiro e me achava tenebrosa, alimentei meu bichinho virtual e me achava responsável, colecionei tazzos e me achava negociante, arranquei bola de desodorante e me achei criativa, segui o ritmo puro das letras impuras e aquilo era dançar ingenuamente, passei a tarde jogando Mario no nitendo e me achava craque, respondia tudo que a professora queria e era uma guria muito esperta, não tinha que convencer ninguém que tenho CNH e não porte de arma para poder pilotar loucamente minha bicicleta ou patins... porque cresci e todas as qualidades ficaram mais complicadas, não esqueço como foi fácil ser eu!

Vejo crianças super precoces e a minha única vontade, apesar de saber que cada fase tem sua vantagem, é alertá-las para que congelassem. Lembro-me da minha fase de falta de grave e agudo mais que ainda assim queria saber de tudo, e quão difícil seria seguir um conselho desse sem questionar muito. Mas não custa relatar o conselho...

 Não é em todo sofrimento que eu posso recorrer ao colo que me assegurará proteção; não tenho como me esconder atrás de alguém que fará tudo por mim. Se for brincar é no tempo que sobra, e ele não costuma sobrar. As brincadeiras de hoje são valeeendo! Ninguém se esforçará para me dar respostas ou não frustrar meus sonhos, minha imaginação. Por mais esperança que eu tenha, hoje as dores são maiores, dói saber a dimensão da morte que já me toma amigos; Hoje os problemas são todos meus, o futuro sou eu, em um erro há pouca probabilidade de recomeço, é consequência e #f...

Quando tento resgatar a criança que eu fui, sempre tem alguém para me chamar de "infantil" como se fosse coisa ruim e, lembrar que a fase já passou. Teimosa, trago isso da criança que fui... e se pudesse dominar todos ao meu redor, certamente levariamos a sério os sentimentos, confiariamos nas pessoas com o íntimo e nos doariamos em perdão, em apego e graças, enfim... porque seríssimo: ser adulto não tem a melhor graça!

0 Comentários:

Postar um comentário

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf