13.1.13

Questão de experiência.

 Essa é um clássico diálogo feminino que teria homens de ouvidos ligadinhos na sala ao lado, então...rs

Claro que aquele homem fofinho, reservado, que não abalou Bangu nem aprecia a coisificação da mulher é um sonho de consumo, mas quando, na prática, a questão é a preferência por um bem passado ou mau passado, me entendam... acho complicado encontrar quem escolha o perfeitinho.

A explicação é simples: questão de experiência. Dificilmente você encontrará uma mulher que esteja disposta ou se habilite a ensinar. Afora o estranhamento/preconceito popular (persistente em pleno século XXI), nem se trata do orgulho ou medo de ficar coroa ao lado de um garotão, na maioria dos casos falta paciência. Por realmente amadurecer mais cedo, as mulheres querem alguém com quem possam viver e partilhar um relacionamento equilibrado, e não regredir no tempo para ensinar o bê-a-bá, lê-se, não ser ciumento demais, explosivo, ter domínio próprio dos instintos e alcançar a independência dos pais, quer financeira ou até mesmo de poder sair sozinho, rs... não exigir o que não oferece, saber que quando se está junto os planos e passos são compartilhados ou ao menos informados, que quem não dá assistência perde para concorrência ou quem dá assistência demais acaba enjoando... e assim segue uma listinha básica que os experientes sabem. Vejam, nenhum ligado a pegação, todos ligados a relacionamento...

Particularmente prefiro um cara experiente mesmo, apesar das carinhas mais lindas do mundo estarem surgindo na nova geração, cada vez mais precoce e manipulada a fermento, diga-se de passagem. Ainda dentre os experientes consigo diferenciá-los, gosto daqueles que já estejam cansados "delas" e não aqueles que sabem lidar com todas. rs... Um homem que já viveu, aprontou, tem história pra contar por três vidas a cada noitada vivida, mas que já não está nessa vibe e principlamente, quer avançar a fase, está no "no ponto"para se instabilizar numa relação. Estudos dizem que essa ficha costuma cair a partir dos 26, especialmente na casa dos 30. Hum...

Mas há casos em que a ficha não cai, e se acaso essa ficha não cair, meu amoor, prefira o santinho mesmo que novinho, porque ele nunca te dará tanto problema, desculpas, insegurança, quanto o que finge estar maduro mas não abandonou a vida pregressa, boemia, mal caráter. É melhor ensinar e aprender junto, que ser usada e iludida numa coleção de estante com direito a companhia de muitas outras. #SóAcho

0 Comentários:

Postar um comentário

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf