20.2.13

Miseravelmente fã...

Fui pro cinema a passeio, ao escolher o filme da vez, "Os Miseráveis" chamou atenção. Apontava adaptação do musical da Broadway, parecia uma boa pedida! Sessão iniciada, e sabe aquela sensação de que conhecia aquela história!? Me remeteu a sexta adaptação para o cinema (1998) do romance de Victor Hugo (1862), dirigido por Bille August, com atores como Liam Neeson, Geoffrey Rush, Uma Thurman e Claire Danes. E era!

 Achei engraçado que mesmo com mesmo nome e tendo aquela história inesquecível a qual eu tinha me apegado, não quis acreditar, mas era convencida ao passo que ansiosa já previa a próxima cena, que agora, viria revelando não só os rostinhos mas as vozezinhas assim, singelas, de atores como Hugh Jackman, Russell Crowe, Anne Hathaway, Amanda Seyfried, Helena Bonham Carter, Sacha Baron Cohen, Eddie Redmayne, Samantha Barks.  .




Mesmo sendo um drama tristonho, posto às mazelas e diversos aspectos de misérias vividas em terra, em específico, a França em período de revolução do século XIX, não consegui conter a euforia. Cara, eu fico loucamente emocionada quando uma dramaturgia é bem fiel ao livro, mesmo! Minha companheira de telona, chorona, por vezes tentou restringir minha empolgação, sem sucesso. Foram 152 minutos felizes, faltando pouco para que eu aplaudisse a obra do diretor Tom Hooper de pé, confeccionasse minhas mais de 8 indicações ao Oscar e o fizesse vencer muito mais de 3 Globos de ouro. 

Um musical, onde até as crianças dão uma palhinha - e quê palhinha -,  mas com um enredo que não permite a magia dos contos de fada, bem distante disso. A miséria vivida se explica em diversas faces: Miseravelmente sem recursos, sem escrúpulos, fiel à Lei ou uma ideologia, aos princípios, à fé, miseravelmente apaixonado, culpado, grato. A miséria de sonhos desfeitos, amores não correspondidos, sacrifícios e redenções... A miséria, do dicionário - 1. Estado que inspira compaixão. 2. Indigência, penúria. 3. Estado vergonhoso, indecoroso. 4. Avareza. 5. Insignificância, bagatela. 6. Imperfeição, própria da natureza do homem ou das suas obras - é amplamente perceptível tornando-se um testemunho da sobrevivência do espírito humano. 


Para resgatar algumas das clássicas lições que contém nada melhor que trechos cantados...

A vida frustra alguns sonhos!

I dreamed a dream, por Fantine

Houve um tempo em que os homens eram amáveis,
Quando as vozes eram suaves,
E as palavras ditas, encorajadoras.
Houve um tempo em que o amor era cego,
E o mundo era uma canção (...)
Eu sonhei que o amor nunca acabaria,
Quando as esperanças eram grandes e a vida valia a pena (...)
Mas existem sonhos que não podem ser sonhados
E há tempestades que não podemos prever.
Eu tive um sonho de como minha vida seria,
Tão diferente desse inferno que estou vivendo...
Tão diferente agora daquilo que parecia...
Agora a vida matou o sonho
Que eu sonhei!

On my Own, por Eponine

(...)Algumas vezes ando sozinha à noite
Quando todos estão dormindo
Eu penso nele e então fico feliz
Com a companhia que mantenho
A cidade vai para a cama
E eu posso viver dentro de minha mente 
Por mim mesma
Fingindo que ele está ao meu lado
Totalmente sozinha
Eu ando com ele até amanhecer
Sem ele, eu sinto seus braços a minha volta
E quando me perco no caminho, fecho meus olhos e ele me encontra (...)
E eu sei que isso é só meu pensamento
Que eu estava falando comigo mesma e não com ele
E embora eu saiba que ele é cego
Eu continuo a dizer que existe um caminho pra nós dois.
Eu o amo
Mas quando a noite acaba
Ele se foi (...)
Eu o amo
Mas todos os dias estou aprendendo
Toda a minha vida eu só tenho fingido
Sem mim, o mundo dele continuará acontecendo
Um mundo cheio de alegria que eu nunca conheci! (...)

Somos todos iguais, ao menos mortos, e amar outro ser humano equivale a ver a face de Deus e viver a glória de um coração cheio de amor. 

Epílogo, coro final

Você ouve as pessoas cantarem
Perdidas no vale da noite?
Esta é a música de um povo
Que se eleva até a luz
Para os miseráveis da Terra
Há uma chama que nunca morre
Até a noite mais escura vai acabar
E o sol vai nascer
Eles viverão livres novamente
No jardim de Deus
Eles vão caminhar atrás da relha do arado
Eles vão desembainhar a espada
A cadeia será destruída
E todos os homens terão suas 
Você vai se unir a nossa cruzada?
Quem será forte e ficará comigo?
Em algum lugar, além da barricada
Há um mundo para se ver por muito tempo?
Você ouve as pessoas cantarem?
Diga, você ouve os tambores distantes?
É o futuro que eles trazem
Quando o amanhã chegar!

Porque há um lugar em que todos serão iguais, o amor prevalece, o perdão acontece, sem mais sofrimento, tristeza ou dor. Foi essa esperança, é essa a esperança!


2 Comentários:

  1. Vi o filme no sábado e também gostei muito!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma ótima confirmação de que minha empolgação não foi à toa e o filme realmente vale a pena! ;)

      Excluir

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf