9.6.13

Toc, toc, toc...



 Odeio talheres desorganizados. Odeio encontrar vasílias sem tampa. Odeio panelas destampadas na geladeira. Odeio perceber que alguém desorganizou minha bagunça. Odeio achar a vitrine perfeita no dia errado. Odeio sentir calor em dia nublado. Odeio chegar das compras e perceber que esqueci algo. Odeio lerdeza. Odeio indiferença, distância, imbecilidade. Odeio sentimento teimoso. Odeio sentimentalismo abestalhado. Odeio quem fala "nada" demais. Odeio quem fala "nada demais". Odeio burocracia. Odeio dúvida, odeio continuar na curiosidade. Odeio palestra disfarçada de pregação - odeio o vice-versa. Odeio marasmo. Odeio monotonia imposta. Odeio fingir. Odeio suportar. Odeio achar que é. Odeio prazos chegando. Odeio atividades em processo. Odeio o olhar de um gato. Odeio a visita de uma barata. Odeio a invasão das formigas. Odeio ardor de queimadura. Odeio sensação de dor. Odeio esquecer significado. Odeio não ser poliglota por osmose. Odeio enredo previsível. Odeio mal gosto. Odeio soberba. Odeio intromissão. Odeio informação não requisitada. Odeio preguiça. Odeio medo. Odeio erro premeditado e não remediado. Odeio erro gritante. Odeio irresponsabilidade. Odeio palpite e palpitação. Odeio enticância e insistência. Odeio ansiar o fim. Odeio esperar a chegada. Odeio gente que se finge de coitada. Odeio gente que de tão presa é recalcada. Odeio quem briga para não ser o que é. Odeio odiar.

2 Comentários:

  1. Odeio odiar também, aprendendo a desapegar desse sentimento que não faz nada de bem pra gente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdaaade, a vida seria mais gostosa se quando algo nos tirasse do sério uma espécie de anestesia se espalhasse pela corrente sanguínea.

      Excluir

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf