25.8.13

Eu, canção de ninar



Eu falo e em poucos minutos me percebo só.
Um silêncio raso, rasteiro,
silêncio reticente de dar dó.
Me irrito pelos primeiros minutos de percepção...
Eu paro, calo, inverso, amplio a nota mi:
Mi-mi-mi ecoa em meu coração.
Logo me reparo e volto a sorrir.
Sei que sono é raro, é sagrado,
É daqueles que tem paz.
E se meu timbre te deixa calmo,
que seja minha voz a canção que te leva e te trás.
Dorme, dorme bem, dorme tranquilo,
Serei teu abrigo.
Guardarei teu sono,
te guardarei comigo!


(Laís Sousa)


0 Comentários:

Postar um comentário

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf