31.12.13

Retrô de agradecimento.

Tenho sempre muito a agradecer, Meu Deus! Nem bom nem mal, esse ano foi um furacão retaado. Adooooro (chega choro)! Gosto assim! Daquele que passa deixando diferente, levando embora (a liberdade na mala), inTenso até o final (últimos segundos do segundo tempo) e nem tão rápido se for analisar as marcas que deixou. Números ímpares nunca foram meus números preferidos, e sem superstição, não exigi muito dele, não fiz listas com as quais pudesse me frustrar, não prometi nada que não pudesse cumprir, embora houvessem sofrimentos não tive tempo de me acabar, rs - eu simplesmente estive receptiva e cara, quanta coisa boa eu recebi. Mudei de estrada, mudei de planos, mudei de sonhos. Mudei até o fio do cabelo ! Me reconheci, revivi, refleti, me reinventei - Agreguei valor de verdade e vou contar uma coisa que acho pesada: As coisas piscam por aqui, rs! Esse ano pareceu maior, não por duração, mas realização. Comecei fragilizada, no entanto em Fortaleza, ao som de Jorge e Mateus brindei paz&amor, contemplando os laços de família e amigos que não canso de falar, são o que tenho de mais precioso. Com forças ditas renovadas tive um primeiro semestre acadêmico atribuladíssimo, cheio das correrias. Me doei tanto que me consumi e além, mas valeu a pena, êhÊH e como!  Me superei, manjei dos paranauê e adiantei um semestre para atingir minha meta de cumprir o prazo determinado na cidade onde fui buscar minha graduação e da qual hoje tenho saudade, a saudade boa do que vivi e do que ficou de herança de tudo que ganhei em Cachoeira (meu banho de realidade em presépio e presepada). A intenção era entrar de cara no mercado de trabalho, quebrei a cara na poeira e no fim, bem longe de ficar ryyyyyyca, fiquei com dezembro livre - foi ruim não, rs... We are young, to and all the night, haney! Cortei o vínculo. Cortei mais de um. Cortei para recomeçar. E todo recomeço é confuso pra caraaaaaaleoo... Mas suguei bons ares para enfrentar e continuo enfrentando... "vem que vem que vem com tudo!" - ahhh vida que é caixinha de surpresas, meu Deus! Mas no fundo ela me ama, me ama muito, não vive sem mim. Como a Suzana Vieira eu dou a volta por cima e não por baixo, meu amor! Perdi para ganhar coisa nova, melhores, fui conquistada e percebi que vale a pena seguir em frente, mesmo que nem seja permanente... aprendi que a permanência não depende mesmo só de você ou do seu melhor, depende de quem esteja disposto a seguir com a gente, inteiro também. A gente escolhe mesmo é quem vai nos machucar... então... Machuuuca, machuuuca! (queeeeeeeebra!):P Peço apenas sorte para ancorar minhas escolhas mais ou menos, mais ou menos...e não chover em todos os erros, apenas curti a chuva. Esse ano mantive minha base em Jaguaquara, revi bons amigos em Aracaju, retornei a Porto Seguro, enfim soube que o Bataclan não é Bar da Clan e conheci mais uma capital brasileira, a que me remete Vitória. E venci, venci em cada estrela que conquistei e mantive em meu céu (e foram muitas, muitas mesmo, mais que todos os anos), que aumentaram minha família escolhida e a crença nas pessoas. Meu quadradinho tem mais de mil e meu bonde é poderooooooso!  Não alcancei a Europa, ainda não, mas ah, estruturo os planos! Sou da geração em que houve tragédia em Santa Maria, mas a juventude eferveceu aqui no Brasil, foi às ruas, pediu pra ver e vai que... Conheci gente phyna, elegante e educada pra caramba, que me fazem desejar uma rotina juntos lá na SECOM, ou no mesmo estilo. Eu me permiti mais que me contive, me conheci mais, fui livre, fui feliz, fui amada (ou não), fui fiel (chorei, chorei :P)! Pude estar presente na formatura de pessoas especiais e não há nada que me empolgue mais que está presente em momentos especiais de quem eu amo, sem dúvidas, me anima mais que chocolate e perder peso. E sim, perdi peso e comi muito chocolate revesando com sorvete assistindo minhas séries e filmes esperados. Esse ano vi Barão, Falcão, dupliquei Luo e elegi Green o autor do ano. Cara, esse ano eu A-BRA-CEI Carpinejar! *-* Cresci como pessoa, me surpreendi comigo, com coragem, com persistência, sambeeei, sapequei... força, foco e fé muito mais que feijão, farinha e afins, rs. Fiz questão de NÃO me despedir, a continuidade que mantem tudo organizado dentro de mim...Quem inventou a despedida? Não tem fineza nem fez o favor de desinventar - vai pagar é dobrado! Mas não importa! Mandei ela embora, de retro, pros infernos e não vem mais, não entra aqui! Amém. Até quem mandei para os EUA espero de volta com carinho. Chega de perder, chega... Falando sério, sorrir é um remédio muito bom e eu overdosei! Realizei em retórica com Paralamas, esqueci que sou só uma encarando o Musiqueira (minha maior realização, diga-se de passagem), fugi como sempre ao estilo Laís. Fui guerreira! Estou sol-tei-ra, e quero muita coisa entre a terra, o céu e o quarto, rs... Fui a mesma princeeeeeesa de sempre, a mais estabanada de todas...e viva a adrenalina de um mundo roxo. Sem dúvida o meu reino é o melhor, tem os melhores mimos e mimadores que uma pessoa poderia ter para ser feliz e ter sim uma vida perfeitinha, acreditar no futuro, acreditar e ser eu! Sou da paz, sou beeem mais, e minha única ostentação é: "Se não gostar de mim, suave, entra na fila!", porque me esforço de verdade para entender e aceitar as pessoas antes que façam meu mundo desabar - se for de mentira não fica! Se 2014 promete, eu vou cumprir! Simbooora amores meus, em qualquer circunstância! Beijo na booooca...e claro, um beijo pra quem é do bem, um beijo pra quem é daqui, um beijo pras travestis!

0 Comentários:

Postar um comentário

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf