2.2.14

Cantadas ao estilo "pedreiragem"



Escutando Vanessa da Mata em Fiu Fiu me lembrei de uma reflexão proferida por Fabrício Carpinejar e pra tira teima quis atestar.

Fiu Fiu by Vanessa da Mata on Grooveshark

 As cantadas de pedreiro têm poder! Não é à toa que a única que me lembro perfeitamente recebi enquanto passava por uma construção a caminho da academia. Logo quando ví a construção, um misto de receio e apreensão: "Eles vão mexer comigo, ai meu Deus!" X "E se não mexerem? Ai Jesus!" haha.

 Quando os vi percebendo minha presença, pra meu ego feminino bastava, mas claro que para o masculino deles só seria suficiente quando eu tivesse certeza da analise completa de cada curva do meu corpo, né? Longe de mim a discussão da objetificação feminina ou apologia a qualquer crime corporal. Isso não é um incentivo, um elogio... é apenas um reconhecimento!

 Do alto de terceiro andar um dos três fez audível: "ÊH laiá, lugar de pegar peso é aqui porque saúde tem de sobra!"  - parece até que sabiam meu nome, pensei, escondendo um sorriso de canto de boca. Com a sensação de que olhos me seguiam continuei o meu caminho até meu destino.

 Não tinha nem tive qualquer interesse em nenhum deles, não consigo nem aquela curiosidadezinha com homens que se prestam a esse papel. Mas naquele dia malhei mais disposta. Cheguei em casa, soltei os cabelos, empinei o nariz, concertei a postura e sem ver "tortezas", "gorduras", dancei em frente ao espelho.

 Não queria mais o peso da adolescência, naquele dia gostei do formato do meu quadril. Não queria ser como um mastro, poste ou cedro e pouco me importava o que achavam as amigas, inimigas, as mulheres todas! Aquele dia fui ascendente! Mais valoroso do que qualquer cirurgia ou tratamento estético que pudesse investir...

 Todos aqueles canarinhos - pedreiros, mototaxis, garis, mecânicos... -, com suas espécies de "assobios", cantam em seu ritmo, não tão melodiado como o da Vanessa, tampouco genial como Fabrício, a admiração que nos ganha, sabe?! Nossos amores nos reencontram renovadas de uma forma diferente. Cheinha de segurança... e por isso não deveriam se incomodar com esses "tomadores de boca" como se fossem verdureiros ou barmans, que quando analisam o produto querem comprar. Brindemos em casa!

0 Comentários:

Postar um comentário

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf