19.4.14

Amor pra ressurgir



Pensando no que falaria para não ser previsível e relevar temporariamente a onda de chocolate entrando em clima de Páscoa, cuja essência é o ressurgir, me deparei com a atual Helena do Manoel Carlos que firmou o amor como fênix.

Numa ponte entre o sagrado e o fictício, percebi que na realidade não há entrelinhas, o amor ressuscita mesmo. Se não for a vida de alguém, é em um mesmo alguém a cada manhã.

O amor doado, demonstrado, consagrado, como o de Jesus, tenta ser constantemente imitado por outros, meros mortais, que mesmo perdoados não estão livres de pecados.

Porque o amor ressurge com força, com vigor, com vontade, como uma espécie de salvação, de renovação e purificação que não se permite ser dosado.

Amor é acima de tudo a essência da vida e cada entrega, demonstração de afeto, é um gesto louvável.

O amor mesmo sem esperar merece reconhecimento porque mesmo sem precisar foi à cruz pra ser provado.

 Desde então, com soberania dos sentimentos, nenhum amor, em hipótese alguma deve ser desmerecido ou recusado.

Amor à Ele e todos que me amam, renovo brindando com chocolate e abraços, que seja peixe, pão ou vinho... porque todo aquele que verdadeiramente ama de todo o coração merece ser amado.

Páscoa pra mim significa prova de amor. Amor é posse de corações gratos!

0 Comentários:

Postar um comentário

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf