14.5.14

Mal de bem-querer


E quando preservamos alguém para que não se torne apenas dor,
é exatamente isso que ele vai se esforçar para ser.
Sinto muito, alguns chamam machucar de bem querer...
Não vou xingar ou maldizer,
O que é bom guardo comigo.
Quer ir, vá, mas leve o peso com você.
Se sofrer não se acanhe, estarei aqui
Prometo não dizer que avisei
não te abandonarei.
Cresci e me fiz grande em ser abrigo,
não pra ser superior, mas pra ser fiel comigo.
Se gosto não é o tempo que propõe enjoo,
por isso, por Deus, perdoo.
Eu sei, bem sei...
você sabe alçar voo,
Não adianta te dizer que as vezes o que parece certeza
dá lugar ao que não se vê ao olho.
Agora vou sentir mais falta que você,
mas fico com a certeza de ser inteira e de verdade,
Pra ser assim, sem orgulho, não te amo em parte.
Pessoas são únicas, espero que não aprenda tarde.
Tarde para não se arrepender,
tarde para fazer feliz alguém que não se esforçaria por você.
Tem um lugar aqui que é só seu,
você registrou quando teve vontade.
Sensibilidade ou idiotice
guardo de ti o que é meu com saudade.
Tem gente que faz mala e carrega por fora,
A minha vem por dentro, e as vezes me apavora.
Machucado não afeta memória.
Silêncio não cala história...
Te vejo partir em vida
e apesar de não querer
estás aqui, tem guarita.
Não aprendi a desfazer,
sendo sincera, nem quero aprender.
Só sabe a beleza do engano quem perde
não quem se faz perder.
As marcas que faz somo às lembranças perenes de você
Vai ter dia pra sorrir e dia pra morrer,
os dias em que minhas escolhas não permitirão esquecer
que abri as portas e foi de bom grado que confiei te receber.

Mal de bem-querer amar e você mau me querer... .


Laís Sousa

0 Comentários:

Postar um comentário

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf