4.5.14

Sem contar com o tempo



O tempo é um bom remédio, sim, ninguém pode negar... cicatriza feridas, põe coisas no lugar.
Mas e quando ele não é capaz de amortecer ou curar? Quando o tempo passa e você passa a esperar no tempo?
É que o tempo é como o vento, vai soprando a bagunça pra debaixo da cama, espalhando no teto, acumulando no travesseiro, em sorrisos de casais alheios.
O tempo não trata sintomas, não inibe comparações, não apaga lembranças guardadas na memória, apetece desejos devagar.
Sabe o que o tempo não confronta? Força. E quão forte e poderoso pode ser um amor pra se equilibrar na linha do tempo, se esconde nas entrelinhas do caminho, aumenta a saudade em proporção, mesmo que não seja cuidado, preservado, guardado?!
Jack Johnson canta "and if they try to tell you love fades with time tell them there's no such thing as time" (e se tentarem te dizer que o amor enfraquece com o tempo, diga para eles que o tempo não existe).
Pois é cupido, pra certas coisas o tempo é medido em eternidade, e não há como se medir e dosar...

Laís Sousa

0 Comentários:

Postar um comentário

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf