15.8.15

Covardia


Só não brinque quando eu falo sério
Só não ria no meu desespero
Só não transforme sentimento em tormento
Só não subestime o quanto eu aguento
Só não seja sofrimento
Só não me desconsidere em eterno fevereiro
Só não dance tango no começo do bolero
Só não faça hora enquanto eu espero
Só não fique distante conquanto te venero
Só não suma quando te quero
Só não tripudie da minha dor

Não falte amor!
Só não falte amor.
Só não falta amor...

Só não confunda simpatia com empatia
Não enrole para a noite dizer: "eu ia"

Não seja covardia.


Laís Sousa

0 Comentários:

Postar um comentário

 
- See more at: http://www.ecleticus.com/2011/10/slide-que-funciona-automatico-no.html#sthash.CKrB3I8o.dpuf